fbpx

PF deflagra Operação Checkout e cumpre 23 mandados de busca e apreensão

A Polícia Federal deflagrou, nesta terça-feira (12), a Operação Checkout. Em ação conjunta com a Receita Federal do Brasil e o Ministério Público Federal,a operação busca desarticular um grupo criminoso que realizava cancelamentos indevidos de autuações de tributos federais, lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Policiais federais e auditores fiscais cumprem 1 mandado de prisão temporária e 23 mandados de busca e apreensão em São Paulo, Rio de Janeiro Paraná, Santa Catarina e Minas Gerais. Todos os mandados foram expedidos pela 2ª Vara Criminal Federal de São Paulo. A investigação se iniciou após a análise do material apreendido na primeira fase da Operação Descarte, realizada em 1º de março de 2018. As evidências obtidas em conjunto com a realização de novas diligências permitiram a confirmação da identidade de um empresário responsável pela administração de uma conta bancária em nome de uma empresa fantasma ligada ao escritório de advocacia que arquitetou o esquema. O inquérito policial aponta que esta conta teria recebido mais de R$ 39 milhões de uma empresa do ramo de turismo, que teria sido pago para viabilizar o cancelamento pelo CARF – Conselho Administrativo de Recursos Fiscais – de uma autuação da Receita Federal no valor de R$ 161…

Continuar lendo

Caso Brumadinho: Seguradoras compram riscos, não responsabilidades

O rompimento da barragem em Brumadinho, pertencente à Mineradora Vale, ocorrido em 25 de janeiro de 2019, é uma das maiores tragédias ocorridas no Brasil em termos de perdas humanas e valores a indenizar, e o maior acidente de trabalho da história do país. Esse desastre industrial, humanitário e ambiental se tornou emblemático para o seguro de responsabilidade civil geral, devido à complexidade dos danos, dos desdobramentos judiciais e as diferentes interpretações sobre as obrigações da Vale e das seguradoras contratadas. No acidente de Brumadinho, a Vale tem responsabilidade objetiva, ou seja, não há necessidade de apuração de culpa; basta o dano e o nexo de causalidade para haver a obrigação de indenizar. O seguro de responsabilidade civil protege a empresa por eventuais reclamações ou ações na Justiça em que seja responsabilizada civilmente por causar danos ou perdas materiais ou corporais involuntários a terceiros, desde que amparado pelas coberturas contratadas e até o limite de garantia da apólice. Após a tragédia, muitos artigos e matérias sobre os seguros da Vale foram publicadas, algumas inclusive citaram que a barragem de Brumadinho está fora da cobertura da apólice principal da empresa, desobrigando as seguradoras de pagamentos. Diante de tantas especulações, a Vale…

Continuar lendo

WCA alerta sobre o seguro de cargas e responsabilidades dos agentes de cargas

A World Cargo Alliance (WCA), principal rede de agentes de cargas internacionais e transitários independentes do mundo, divulgou, em janeiro de 2019, um comunicado aos seus membros espalhados em 191 países, alertando sobre o crescente número de casos envolvendo acidentes durante o transporte internacional por via marítima ou aérea com danos e perdas às cargas transportadas e prejuízos por atraso. No comunicado, a WCA apresenta informações sobre a importância para o shipper ou consignee (embarcador) contratar o seguro de transporte internacional com proteção para as cargas contra os mais diversos riscos a que estão expostos e indica que, caso a carga esteja sob o controle e responsabilidade do agente de cargas ou através de seus contratados terceirizados, qualquer perda, dano ou atraso está sujeito aos limites de responsabilidade daqueles agentes onde não há seguro de carga em vigor. Os limites de responsabilidades dos agentes de cargas em alguns países citados pela WCA são irrisórios e não representam nada quando comparados com o valor total da carga que precisariam pagar se tivessem culpa. Por exemplo, na China é de USD 3,00 por kg, na Holanda USD 5,60 e no Reino Unido USD 2,80. Entretanto, no Brasil, o Superior Tribunal de Justiça…

Continuar lendo

Balança Comercial de Janeiro de 2019

  O resultado da balança comercial de janeiro de 2019 serve como um indicativo da esperada retomada do crescimento do comércio exterior brasileiro. No mês, a corrente de comércio alcançou US$ 34.966 bilhões, sendo US$ 18,579 bilhões em exportações e US$ 16,387 bilhões em importações, com superávit de 2,192 bilhões, conforme dados da Secretaria Especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais do Ministério da Economia. No período, houve um aumento nas vendas de produtos manufaturados (+15,2%), semimanufaturados (+11,1%) e básicos (+10,1%). Do ponto de vista das importações, houve alta nas compra de bens de capital (+156,2%) e bens intermediários (+3,6%). Por outro lado, houve queda em combustíveis e lubrificantes (-12,5%) e bens de consumo (-3,5%). Os números oficiais apresentados pelo governo mostram um crescimento de 12,19% em relação ao mesmo mês de 2018, quando a corrente de comércio registrou US$ 31.166 bilhões. China, Estados Unidos, Alemanha e Argentina são os principais compradores de produtos brasileiros e também nossos principais fornecedores. Para 2019, o Banco Central projetou um crescimento de 10% no comércio exterior brasileiro e, pelos números verificados no primeiro mês do ano, a expectativa está dentro do intervalo programado. Aparecido Rocha – insurance reviewer   Fonte: https://blogdorochaseguros.wordpress.com/2019/02/01/balanca-comercial-de-janeiro-de-2019/#more-5106

Continuar lendo

Como a corrupção afeta a economia nacional

Por: Fábio dos Santos Vimos no ano de 2018 diversos casos de corrupção envolvendo não somente membros do governo, mas também empresas e organizações privadas, sendo entristecedor ver grandes empresas e marcas consagradas envolvidas em corrupção. Corrupção não é algo novo, tendo sido citada até mesmo no Código de Hamurabi em 1700 AC. Dentre muitas, há 3 teorias que tentam explicar o surgimento da corrupção moderna. 1) Após a o fim da segunda guerra mundial o mundo passou por um processo importante de descolonização no qual antigas colônias europeias, principalmente na África e na Ásia conquistaram sua independência. Tal fenômeno acabou levando ao poder pessoas inexperientes que acabaram criando, propositadamente ou não, instituições fracas e vulneráveis, sendo corrupção consequência natural. 2) Houve uma disseminação viral da corrupção como consequência do comércio internacional e da globalização, com a criação de mercados negros, corrupção de alfândegas, dentre outras ilegalidades. Com isso, empresas multinacionais com grande sede de mercados nem sempre estão dispostas a respeitar as leis. 3) Regimes autoritários surgiram em diversas partes do mundo, principalmente na América Latina e no Leste Europeu. Contudo, o poder absoluto e autoritário é mais facilmente corrompido devido à pouca transparência e à falta de controles…

Continuar lendo

Combo – 3 cursos: de 3.014,00 por 2.000,00

a) Formação de Analista de Siscoserv -Curso atualizado de acordo com a Portaria Conjunta 1429/18 – NBS 2.0. Teórico, prático, tributação, contabilidade e câmbio, com Prova de Habilitação Técnica. PROVA DE HABILITAÇÃO TÉCNICA OPCIONAL (NOTA MÍNIMA: 7,0) Data: 22 e 23 de Janeiro Modalidade Presencia em São Paulol e Telepresencial (Online - AO VIVO para todo Brasil) Investimento: R$ 1.628,00  com desconto 1300,00   b) Siscoserv: Vamos praticar? Através de análises de casos e documentos reais os alunos simulam os registros para aprender na prática cmo o sistema funciona. Data: 24 de Janeiro Modalidade Presencial Investimento: R$ 693,00 com desconto 550,00   c) Siscoserv para Agentes de Carga Esclarecer quem deve registrar as Aquisições e Vendas de Fretes no Siscoserv, sob os pontos de vista dos Importadores e Exportadores, Agentes de Carga e Despachantes Aduaneiros, além de apresentar os aspectos polêmicos e divergentes relacionados às declarações, registros, prazos e multas. Data: 29 de Janeiro Modalidade Presencial em São Paulo e Telepresencial (Online - AO VIVO para todo Brasil) Investimento: R$ 693,00 com desconto 550,00    Mais informações e inscrições no nosso site: www.canaladuaneiro.com.br Telefone: (11) 2495 5460 WhatsApp: (11) 9.9669-3095

Continuar lendo
×

Carrinho

preloader