fbpx

Agricultura 5.0: Tendência ou a agricultura está mudando?

A Agricultura 4.0 é um conjunto de tecnologias digitais integradas e conectadas por meio de softwares, sistemas e equipamentos.

Essa integração é capaz de otimizar a produção agrícola em todas as suas etapas, significando um melhor monitoramento, gestão e controle da produção agrícola, com redução de custo e desperdícios.

Analisando a história da agricultura no mundo, as máquinas agrícolas trouxeram grande contribuição para aumento da produtividade no campo. Elas também permitiram a produção em larga escala.

Porém, foi quando se começou a usar força animal, é que a agricultura se reinventou. Depois, veio a tração baseada no motor à combustão, com tratores e implementos, conhecida como agricultura 2.0. Nos últimos 15-10 anos é que se começou a agricultura de precisão, que consideram as diferenças que existem na área, conhecida como agricultura 3.0. Nos dias atuais, as tecnologias digitais, na chamada agricultura 4.0, estão fazendo a diferença na melhoria da atividade agrícola. Usando as ferramentas adequadas, é possível gerar e analisar uma grande quantidade de dados para o produtor e assim facilitar a operação diária.

Os principais elementos da Agricultura 4.0 são:

  • Gestão, a partir da obtenção e coleta de dados primários e secundários;
  • Produção, a partir de novas ferramentas e técnicas;
  • Sustentabilidade nos processos produtivos, e
  • Profissionalização.

Estas inovações ocorrem a partir de dispositivos conectados e integrados que permitem a automação dos processos visando melhorar a produtividade agrícola, eficiência na utilização de insumos com foco na diminuição dos impactos ambientais, consequentemente reduzindo custos e aumentando a segurança dos trabalhadores do campo.

E na prática, quais são essas ferramentas?

Cada vez mais ouvimos falar sobre drones, veículos autônomos, biotecnologia, big data e outras inovações que vêm sendo incorporadas ao mundo rural.

E isso exige conhecimento da sua propriedade e negócio. Por isso, seja você um pequeno ou grande produtor rural, essas ferramentas digitais podem te auxiliar!

Exemplos:

  • Ferramenta para Análise do Clima: www.agritempo.gov.br
  • Ferramentas para Agricultura de precisãoPiloto automático, monitor de colheita; drones para coleta de imagens, sensores;
  • Ferramenta para Gestão: www.aegro.com.br
  • Ferramenta de Rede de informações no Agro: www.youagro.com
  • Enciclopédia de informações: www.plantix.net

A agricultura 5.0 deve ter início a partir em 2022, em que as máquinas trabalharão com mais autonomia. (EMBRAPA, 2019)

Assim, a informação e autonomia de decisão serão as palavras-chave do agricultor do século 21. E para produzir com mais qualidade e eficiência, a tecnologia será a principal aliada do produtor.

Claro que, primeiramente, a tecnologia precisa ser fácil manuseio, autodidata, e que vise a extração, geração e aplicação dos dados.  Será necessário também investimento público e privado para que por exemplo, as redes de conexão de celulares estejam disponíveis no campo. 

 E um dos requisitos base será a preparação e mudança da mentalidade do produtor rural, no qual será necessária uma ruptura do paradigma de que a tecnologia é uma aliada do campo. Porém o seguinte questionamento surge, com tanta tecnologia disponível ao produtor rural, será que a máquina vai substituir o homem no campo?

Referências:

AGROSMART. Para alimentar o mundo, é preciso trazer inovação para a agricultura. 2016. Disponível em: < https://agrosmart.com.br/blog/alimentar-o-mundo-trazer-inovacao-para-agricultura/> Acesso em: 17.fev. 2020.

CIGANA. C. Agricultura 4.0 é nova fronteira no campo. Zero Hora: Campo e Lavoura. 2016. Disponível em: < https://gauchazh.clicrbs.com.br/economia/campo-e-lavoura/noticia/2016/09/agricultura-4-0-e-nova-fronteira-no-campo-7413654.html> Acesso em: 17.fev. 2020.

EMBRAPA. Agricultura 4.0: ferramentas digitais mostram benefícios das tecnologias. Disponível em: https://www.embrapa.br/busca-de-noticias/-/noticia/43544530/agricultura-40-ferramentas-digitais-mostram-beneficios-das-tecnologias>. Acessado em: 17.fev.2019

ESTADÃO. Falta de conectividade no campo prejudica o setor. Disponível em: <https://especiais.estadao.com.br/canal-agro/entrevistas/falta-de-conectividade-no-campo-prejudica-o-setor/>. Acessado em:  17.fev.2019

MASSRUHÁ, S. M. F. S. Tecnologias da informação e da comunicação: o papel na agricultura. AgroANALYSIS: A Revista do Agronegócio da FGV, São Paulo, v. 35, n. 9, p. 29-31, 2015

Autora do Artigo:

Claussia Neumann da Cunha é Doutoranda em Agronegócios pela UFRGS, Mestre em Desenvolvimento Regional pela UNISC, Especialista em Direito Internacional pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Especialista em Negócios Internacionais pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), Bacharel em Relações Internacionais pelo Centro Universitário Unilasalle. Atualmente, é professora dos cursos de Administração, Comércio Exterior e Logística na FTEC. Atua principalmente nos seguintes temas: certificação, SCM, rastreabilidade, vinho, agronegócio, qualidade, Oea, Siscoserv e Incoterms. 

Deixe uma resposta

×

Carrinho

preloader